sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Dizimo

Qual o motivo de voces pedirem tanto dinheiro aos fiéis, sendo que dentro de uma igreja não tem quase gasto nenhum,e ainda,não ajudarem em causas sociais ?
Fazendo uma conta boba aqui,se cada pessoa doa 10% do seu salario (Seguindo a Biblia) E essa pessoa ganha um salario MINIMO,ela ajudaria com 62,00 certo?
Vamos supor que nessa igreja tenha 1.000 fiéis ( Pensando bem pequeno) As igrejas estão lotadas hoje em dia..
Então ja seriam ao todo: 62.000 por mês,ai eu te pergunto,o que uma igreja faz com 62.000 por MES ? No maximo compra umas cadeiras de plastico,paga a luz e a agua ( que não deve ser quase nada) e cade o resto?? aaa ja sei ! vão pra comprar uma outra fazenda mais ampla,o carro do ano..e toda essa historia que agente ja conhece mas só não encherga quem esta cego e alienado  pela fé  !
Sendo que um trabalhador que trabalha de segunda a sexta ( As vezes até sabado,como eu !) Ganha 622,00 e consegue pagar luz,aluguel,roupas para os filhos,telefone,agua pra SOBREVIVER..etc
Enfim,seriam esses os meus questionamentos,enquanto voce anda de onibus,não sai do aluguel,paga suas contas atrasadas voce ainda banca um pastor pilantra que esta desfrutando do seu dinheiro !  Acoooorda galera !

7 comentários:

  1. Se inspirou no caso de um pastor coreto?Mais o valor do dizimo que você citou esta mega errado porque a pessoa pode pagar R$10,00 ou R$20,00é oque eu sei porque eu sou católica e os fieis da minha igreja pagam esse valor!Mais também pode ser que nas evangelicas paguem R$62,OO

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pastor correto? Me apresente essa raridade por favor ! Geovana como vc mesma disse vc é catolica,então se vc não sabe os 10% não se aplica a catolica,somente a evangelica,não a sua igreja que é CATOLICA,la vc da o que pode,ate menos que isso,com moedas,mas na evangelica,quem segue a biblia ajuda com esse valor sim,proucure se informar,que vc vai saber que é 10% na evangélica ;)

      Excluir
    2. Tudo vem de quem..quem criou todas as coisas...e disse Jesus esta preocupado no q vai comer ou beber ou vestir..tem visto as aves nao tem celeiros e com tudo Deus as alimentam...disse mais Jesus dai de César o que de César da a Deus o q é de Deus....tudo é dele..Ele te da 100% e te pede 10% isso é biblico..vc não da os 10% e ainda perde os 90%...se liga irmão

      Excluir
  2. Olá Raquel. Eu entendo as suas críticas, afinal nos dias de hoje você tem muita razão. Mas gostaria de dizer que existem pastores e igrejas(ainda que em minoria) que não fazem parte desse negócio de exploração do chamado evangelicalismo. Pertenço à Igreja Presbiteriana do Brasil, que tem sua organização e valores firmados na interpretação séria e correta da Bíblia. Na IPB, a administração de cada igreja local é feita por um conselho de presbíteros que são eleitos diretamente pelos membros em assembléia e que não recebem nada por este ofício, cujo mandato é de 4 anos. Esse conselho faz a escolha do pastor da igreja, bem como define o seu salário. Além disso, o conselho também presta contas aos membros em assembléia de todos os gastos realizados pela igreja durante o ano, elabora e informa o orçamento para o ano seguinte. Existe também uma comissão de exame de contas responsável por avaliar o movimento contábil. Em relação ao dízimo, a Bíblia estabelece realmente 10%, daí a origem do nome. Esses valores são usados para o sustento da igreja, inclusive para o pagamento dos honorários pastorais. E posso afirmar que os gastos não são tão pequenos quanto possam parecer e que igrejas com 1.000 membros não são tão comuns assim. A minha, por exemplo, possui algo em torno de 90 membros, contando crianças, adultos, jovens e anciãos. Além disso existem gastos com aparelhagem de som(que não são baratos), contas de agua e energia, zeladores, móveis, limpeza, reformas em geral, segurança, assistencia social, ajuda de custo a membros necessitados, etc, de forma que no final do ano, em média nos relatórios apresentados, o saldo é mínimo ou nenhum. Além disso o papel da igreja é de sustentar e apoiar seus membros em suas necessidades, de forma que, se algum irmão passa por dificuldades, como no caso que você citou acima, é dever da igreja ajudá-lo. Ademais, gostaria de salientar que a IPB, através de seu concílio máximo, considerou como seitas e não como igrejas, as denominações conhecidas por "Igreja Universal do Reino de Deus" e "Igreja Mundial do Poder de Deus" em virtude de suas práticas incondizentes com a Bíblia. Espero ter esclarecido e mostrado que ainda existem igrejas que levam a sério os ensinamentos verdadeiros de Jesus Cristo.

    ResponderExcluir
  3. Primeiro Alessandro Vinícius,queria te dar os PARABÉNS por ter sido educado e ja não ter chegado brigando cmg,é bom saber que nem todos estão alienados pela fé,isso é uma qualidade.Mas queria deixar claro que realmente eu SEI que existem igrejas serias,mas o que eu fiz foi uma critica pras pessoas que não acompanham onde o dinheiro vai entendeu? Elas tem o DIREITO de saber no que esta sendo empregado e pelo visto vc sabe e ta certissimo quem não acompanha é que deveria seguir seu exemplo * - * E ajudar a acabar com essa enganação que esta se tornndo tão comum pela falta de interesse das pessoas

    ResponderExcluir
  4. Ola raquel a sua equação está correta em partes o pastor prega realmente dar des porcento do que a pessoa ganha,infelismente não é o que acontece,pois muitos não devolvem a deus o que é de DEUS,mas quanto ao gasto voçe se equivocou para manter uma igreja que tenha mil fieis como voçE disse,FUI FAZER UMA PESQUISA,ALUGUEL DO IMOVEL DE 18 A 20MIL POR MES,LUS ENTRE 2,5000 A TRES MIL,MES,AGUAENTRE MIL E MIL E QUINHENTOS, FORA OS SEWGURANÇAS, DIFERENTE DA IGREJA CATOLICA QUE PELA SUA LONGA TRAGETORIA É DONA DE TODOS OS SEUS IMOVEIS,A IGREJA EVANGÉLICA NÃO EM SEU TODO MAS EM PARTE PAGA UM ALUGUEL AS VEZES MAIS CARO DO QUE SE FOSSE PARA UM PARTICULAR OU EMPRESA PRIVADA.ESTE CALCULO QUE ESTOU TE PASSANDO SE REFERE A IGREJA QUE EU FREQUENTO E PUDE TER CONTATO COM AS CONTAS NÃO POSSO FALAR EM QUESTÃO DE OUTRAS ESPERO QUE SIRVA DE PARAMETRO PARA QUE VOÇE POSSA TER UMA NOÇÃO DO GASTO DE UMA IGREJA DESTE POTE UM ABRAÇO.

    ResponderExcluir
  5. Essa conversa sobre dízimo parece uma história sem fim. Existe coisas que eu particularmente, tenho muita dificuldade entender. Por exemplo: assuntos relacionados a tradições, costumes, crendices e outros do tipo. –falo dentro do campo teológico- Quando esses assuntos são tratados dentro de uma visão cultural e social, é completamente diferente. Fica fácil um debate. A antropologia e a sociologia são duas vertentes científicas fascinantes.
    A minha grande dificuldade, é de aceitar que um grupo pequeno de manipuladores, consiga interferir na vida de pessoas, a ponto de roubar delas a capacidade que elas têm de pensar, criticar, duvidar e julgar. Em uma das teses que Lutero escreveu, diz assim: “A interpretação da bíblia não pertence a nenhum clã ou grupo religioso. Essa interpretação tem que ser de acordo com o que o Espírito Santo ministra a consciência de cada um.”.
    O dízimo pertence ao período da lei, a lei servil para conduzir o homem até a chegada do Messias.
    Na cruz, Cristo traz sobre si todo fracasso humano, até mesmo a incapacidade de cumprir a lei.
    Pela lei, toda humanidade seria condenada. Na morte de Cristo é estabelecida a graça de Deus aos homens. É por isso que o apóstolo Paulo quando trata da questão da contribuição na segunda carta dele aos coríntios, ele diz assim ”Cada um dê conforme determinou em seu coração, não com pesar ou por obrigação, pois Deus ama quem dá com alegria. 2 Coríntios 9:7”.
    Na nova aliança o que não tem legalismo de 10%, é voluntariedade, é o que você determina no seu coração. Olha como é lindo o que Jesus falou: “Ame o Senhor, o seu Deus de todo o SEU coração, de toda a SUA alma, de todo o SEU entendimento e de todas as SUAS forças”. Não é baseado em modelos institucionais, é pessoal, íntimo, do seu jeito. Marcos 12:30
    Eles não trazem em seu bojo doutrinário as exigências da lei –eles são espertos- porém, o dízimo, é um elemento da lei que eles não abrem mão. É bastante conveniente mantê-lo. É a garantia que eles têm de não entrarem com pedido de concordata. Se eles ensinassem sobre a lei do amor e da voluntariedade, talvez as pessoas não contribuíssem tanto. Tendo uma ordenança, uma lei, fica mais com cara de religião. Ficando com cara de religião, não necessita passar por nenhum tipo de avaliação.
    Eu não acredito na existência de conhecimento, sem a crítica e sem a dúvida. Avaliar, questionar, investigar, criticar e duvidar não é pecado.
    Infelizmente eu estou sem tempo e sem saco de falar mais sobre esse assunto.
    Outro dia quem sabe, um abraço!

    ResponderExcluir