domingo, 19 de agosto de 2012

Votar nulo

Ainda dá tempo de cada eleitor pensar no seu voto. Ninguém tem que gostar de política pra votar conscientemente. Mas é preciso que todos aceitemos de uma vez por todas que a política é indispensável à democracia gostando-se dela ou não.
Recentemente uma corrente de email na Internet fez muitas pessoas acreditarem que se mais de 50% dos eleitores anulassem o voto a eleição seria cancelada e uma nova seria marcada com a exigência de novos candidatos. É preciso que se esclareça: ISSO NÃO PASSA DE BALELA! 
E pior, anulando-se o voto, os candidatos precisarão de ainda menos votos pra se elegerem, sabiam disso?? É claro que votar branco ou nulo é direito de cada um, mas também é preciso que entendamos as consequências desse direito para, repito, votarmos com consciência.
Para que os candidatos sejam eleitos são contados somente os votos válidos, ou seja, todos os votos que sobram depois de serem desconsiderados os votos brancos e nulos. Na prática isso significa que: quantos mais pessoas votarem (validamente), mais votos precisarão os candidatos receber pra se elegerem – a maioria de 10 votos válidos são 6, a maioria de 9 votos válidos são 5.
Há pouco tempo o presidente do TSE, o Ministro Marco Aurélio Mello esclareceu: “A Carta manda que o eleito para presidente tenha pelo menos 50% mais um dos votos válidos. Estão excluídos desse cálculo os brancos e os nulos. Mas se, por hipótese, 60% dos votos forem brancos ou nulos, o que não acredito que vá acontecer, os 40% de votos dados aos candidatos serão os válidos. Basta a um dos candidatos obter 20% mais um desses votos para estar eleito.
No fim das contas quem acha que está ajudando a democracia anulando seu voto ou votando em branco, pode estar ajudando o candidato que não presta a continuar no poder. E quem acha que está somente exercendo seu direito, tem que saber que pode estar se prejudicando. Como diz o Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral, “voto não tem preço, tem consequência”.

Pense bem! Ainda há tempo!


3 comentários:

  1. Veja minha opinião nesse vídeo referente ao voto nulo, por favor comente e divulgue.
    http://santanaandfriends.blogspot.com.br/2012/08/recordando-assim-fica-dificil.html


    ResponderExcluir
  2. Participe assinando e ajudando a divulgar a Petição Pública pela aceitação e reconhecimento do Voto Nulo em todos os pleitos eleitorais.
    http://www.peticaopublica.com.br/?pi=P2012N31136
    O TSE exige que o número do Título Eleitoral acompanhe a Petição, lembre aqui:
    http://www.tse.jus.br/eleitor/titulo-e-local-de-votacao/consulta-por-nome

    ResponderExcluir
  3. Gostaria de esclarecimentos sobre o comentário acima que afirma que quem vota nulo depois não pode reclarar. Voto nulo é uma forma de opinar também, votando, se não aceita e quer rejeitar os candidatos apresentados é bastante lógica e constitucional a opção. Ou será que o correto é votar no mesmo ruim, mesmo que ele seja ruim de quaquer forma. O correto então é votar no menos corrupto, mesmo que este também seja corrupto? Ele vai roubar menos então, por isso devemos votar nele? Você votaria então no assassino que matou 10 então, em vez daquele que matou 30? Ora pessoal, vamos se informar e refletir antes de comentar. Votar nulo tem que ser voto válido, é a opinião livre de 10 milhões de cidadãos brasileiros que não está sendo ouvida e isto fere os direitos fundamentais de igualdade, contra quaisquer atos de preconceito e discriminação. Votar nulo é opinar também, quem não faz isso se isenta, faz campanha pelo Voto Facultativo, o Voto Nulo é outra coisa completamente diferente, é a luta pelo direito de todos igualmente poder rejeitar, dizer não ao que não aceita. Os grandes centros estão caóticos e isto não se deve a quem vota nulo e sim aos que elegem se iludindo que uma pessoa boa vai conseguir fazer algo em meio a partidos repletos de pessoas com más intenções. Sei o que falo, já fui militante petista e desisti diante do que presenciei. O país pertence ao povo brasileiro, não a alguns politiqueiros apenas. Uma vez que fosse eles precisariam de uma resposta a altura que restabelecer os fatos. O povo mobilizado já conseguiu vitória em tantas lutas desde a abolição da escravatura, leis trabalhistas, fim da Ditadura, Diretas Já, retirada do Presidente Collor, leis de proteção as crianças, adolescentes e as mulheres e por fim o Ação Popular do Ficha Limpa. Como cidadãos também estamos reenvidicando o nosso direito para que todos possam rejeitar algum dia se assim optarem. Por que somos vítimas de tanta desinformação, de preconceitos e discriminações? Isto é democrático ou está ferindo a nossa Carta Maior? Por que a opinião de 10 milhões de cidadãos está sendo rejeitada e descartada nas eleições e sobre o consentimento de todos os demais que não entendem que com isto estão ferindo aos seus direitos também?

    ResponderExcluir